Irrigação.net Notícia

Edição do dia 10/01/2018

Irrigação com energia solar: quando utilizar?


O Brasil tem uma forte vocação agrícola. Estamos entre os maiores produtores de grãos do mundo, com grandes áreas ocupadas por plantações que se beneficiam de solos férteis e um clima muito favorável. Ainda assim, algumas regiões do país sofrem com a falta de chuva e dependem da irrigação para melhorar a produtividade. Além da disponibilidade de água, a energia necessária para o bombeamento é sempre um dos grandes empecilhos ao desenvolvimento dos projetos de irrigação. Embora as tarifas energéticas para irrigação sejam muito baratas, a rede elétrica não atende as vastas áreas com potencial para irrigação. É aí que a irrigação solar entra em cena!

O que diz a legislação?

 

De acordo com a legislação que regula a distribuição de energia elétrica, as concessionárias devem conceder um desconto especial na tarifa quando a energia for destinada exclusivamente às atividades associadas com a irrigação, tais como: cargas específicas utilizadas no bombeamento para captação de água e adução, na injeção de fertilizantes na linha de irrigação, na aplicação da água no solo mediante o uso de técnicas específicas e na iluminação dos locais de instalação desses equipamentos.

No Nordeste e demais regiões da área de atuação da SUDENE, os descontos são de 90% para consumidores do grupo A e 73% para o grupo B (válido também para o Vale do Jequitinhonha em MG). Já para Norte, Centro-Oeste e demais municípios do estado de Minas Gerais os descontos são de 80% e 67% para os consumidores dos grupos A e B respectivamente.  A legislação também limita o horário em que o desconto é concedido: a tarifa específica para irrigação é garantida apenas no horário noturno,, entre 21h30 e 06h00.

Quando vale a pena usar irrigação solar?

 

Como a matriz energética brasileira é fortemente dependente de hidrelétricas, o uso da água fica dividido entre geração de energia, consumo humano e irrigação, fazendo o preço da energia elétrica flutuar sazonalmente.  Mas isso se aplica apenas aos locais atendidos pela rede elétrica, que podem usufruir dos descontos na conta de energia. Mas, e em locais remotos, sem acesso à rede elétrica, e que dispõem de água para irrigação? Muitas vezes os custos de extensão da rede ficam muitos altos e necessariamente requerem a investimentos do produtor. Assim, nesses locais, o uso da energia solar fotovoltaica associado à irrigação se apresenta como uma alternativa atraente!

É possível utilizar sistemas fotovoltaicos para acionar as motobombas e filtros de água utilizadas em diversos tipos de irrigação, principalmente para gotejamento e aspersão.  

As principais vantagens do uso associado de sistemas de energia solar e de irrigação são a independência da rede elétrica e alta eficiência dos sistemas fotovoltaicos. Com os sistemas fotovoltaicos desconectados da rede (off-grid) não existe cobrança pela energia produzida ou qualquer custo com extensão de rede. Além disso, áreas de produção agrícola são ideais para a instalação de painéis solares, já que os sistemas podem ser posicionados em locais sem sombreamento e na posição exata para ter a melhor eficiência.

Fonte: atrasolar 




Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Iluminação

Postado em: 7 de outubro de 2015

DICAS DE COMO ILUMINAR SEU JARDIM

Iluminação

Postado em: 25 de setembro de 2015

Como calcular a necessidade de iluminação em ambientes internos

Iluminação

Postado em: 16 de setembro de 2015

Ideias para iluminação externa feita em casa

Iluminação

Postado em: 4 de setembro de 2015

Luminárias no jardim! Iluminar é valorizar o ambiente.